Governo divulga hoje calendário de saques de contas inativas do FGTS

Repasse da grana a mais de 10 milhões de trabalhadores deverá começar em março

 

O presidente da República, Michel Temer, divulgará nesta terça-feira (14) o calendário de saques das contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço). Poderão resgatar o dinheiro os trabalhadores que têm contas sem movimentação até dezembro de 2015.

O calendário com a liberação das retiradas seguirá a data de nascimento dos titulares das contas inativas e deverá começar em março.

Pelo último desenho do calendário, quem nasceu em janeiro e fevereiro, poderá sacar os recursos a partir de 10 de março; quem nasceu em março, abril e maio, poderá sacar a partir de abril; os que fazem aniversário em junho, julho e agosto, a partir de maio; os aniversariantes de setembro, outubro e novembro, a partir de junho; e os que nasceram em dezembro, em julho.

O banco decidiu deixar apenas os aniversariantes de dezembro para receber em julho porque será possível a todos os cotistas retirar o dinheiro a partir da data estipulada no calendário até 31 de julho. Ou seja: quem nasceu em janeiro, por exemplo, poderá sacar o dinheiro de 10 de março até 31 de julho.

Ao todo, cerca de 10,2 milhões de trabalhadores poderão resgatar algum valor. De acordo com o governo, cerca de 86% das contas inativas possuem com até R$ 880.

A previsão é de que a liberação dos saques vai injetar cerca de R$ 30 bilhões na economia ou cerca de 0,5% do PIB (Produto Interno Bruto) sem colocar em risco a solidez do FGTS. A intenção do governo com a liberação é ajudar as pessoas a “quitarem dívidas” para dar um maior dinamismo à economia nacional, que atravessa um momento de recessão.


As contas do FGTS são todas abertas pela Caixa Econômica Federal. Para saber se você tem algum valor a ser resgatado, a Caixa disponibiliza sete canais de atendimento para verificação de saldo e extrato.

ACESSE O SITE DO FGTS E VEJA SEU SALDO

Ao anunciar a liberação do saque das contas inativas, o presidente Michel Temer lembrou que os recursos do fundo ficam inativos quando o trabalhador deixa o emprego por vontade pessoal. Nesses casos, ele só poderá sacar essas verbas todas de contas inativas ou quando se aposenta ou na hipótese de aquisição de moradia própria.

— Há restrições para o saque do saldo dessas contas. Na verdade, eles só podem movimentar essa conta após três anos desempregado. Estamos flexibilizando essa exigência porque o momento que vivemos na economia demanda a adoção de medidas, ainda que forma parcial, [para] uma recomposição da renda do trabalhador.



Fonte: r7


 

 

Publicidade

Imóveis em Oferta

Consumo Inteligente

Escolas e Cursos

Comércio e Serviços

Agência NAWeb Brasil

Anuncie sua Empresa

Serviços Online

Criação de Loja Virtual

Anuncie na Zona Norte

Estatística de Visita

Hoje6
Ontem84
Esta Semana90
Este Mês1648
Total103753

Visitor IP : 23.20.13.165 Visitor Info : Unknown - Unknown Terça, 26 Setembro 2017 02:47

Marketing Digital

Ofertas do Dia

Berçário em Santana

Pesquisar Imóveis

Reforma & Construção

Consumo Inteligente

Scroll to top